Como crescer um negócio e ganhar dinheiro

Clarissa de Mattos Silva

Quais as formas de ganhar dinheiro com um hotel

Cada vez mais, as pessoas procuram formas alternativas de obtenção de renda. Mesmo investindo em uma formação acadêmica, vale procurar fontes de lucro que não estejam ligadas a sua área de atuação. Esse é o caso da hotelaria: praticamente qualquer pessoa disposta a realizar um investimento pode entrar nesse crescente ramo.

A administração do negócio

Primeiramente, quem visa ganhar dinheiro com a hotelaria deve considerar as diferentes formas de administração do local ou da rede de hotéis. Desse modo, podemos optar por uma administração individual, ou ainda por uma sociedade.

Uma administração individual garante mais liberdade de escolhas e atuações. Por meio dessa prática, não precisamos dividir lucros ou nos submetermos a uma empresa, como ocorre no caso das sociedades. Porém, o risco aumenta de forma considerável, uma vez que a rede de unidades seria menor e mais sujeita ao sucateamento por grandes cadeias de hotéis.

No mercado hoteleiro, uma sociedade é composta por uma empresa, a empresa hoteleira, e por proprietários, que dividem os lucros. Nesse esquema, a empresa realiza todas as atividades do hotel, e as coloca em seu nome. Além disso, também fica responsável por todas as negociações com terceiros, como fornecedores e empregados.

Já os proprietários apenas participam financeiramente, sem interferências na parte administrativa. Porém, podem fiscalizar as atividades da companhia em questão. Os investidores, por fim, conseguem ter seu dinheiro aplicado em produções, sem a necessidade de se submeter aos juros bancários.

Como podemos organizar a parte financeira do hotel?

Depois, devemos atentar as maneiras de participação financeira no mercado hoteleiro. Ela pode ocorrer por meio de três alternativas: flats, fundos de investimento ou os chamados “condo-hotéis”.

No caso do flat, há a possibilidade de aluguel para moradia ou para estadias limitadas. No caso da opção pela moradia, um flat funciona com os mesmos serviços de um hotel comum, mas você passa mais tempo ali do que passaria em uma viagem, por exemplo.

No fundo de investimento, você não participa da compra das unidades físicas. O que ocorre é a participação em empreendimentos imobiliários. Essa é uma alternativa que apenas trabalha com o lado financeiro da questão. Basicamente, esse fundo é como outro qualquer, mas suas cotas só podem ser negociadas em outros mercados, que não sejam ligados ao ramo imobiliário.

Nesse caso, vale destacar que os riscos são reduzidos, dada a grande quantidade de investidores. Ademais, os rendimentos desse tipo de fundo não entram nas cobranças do Imposto de Renda.

Por fim, temos os condo-hotéis, que são empreendimentos que misturam as funcionalidades de um condomínio e de um hotel. Neles, existe uma administração e uma estrutura típica do ramo hoteleiro, mas cada unidade comprada é autônoma. Nesse caso, os investidores compram apenas unidades.

Essa dinâmica é parecida com o que ocorre em um apart-hotel, um prédio comum de apartamentos, mas com serviços de hotelaria, como refeitórios e lavanderias.

Os serviços rentáveis de um hotel

Agora que já passamos por todas as formas de administração e compra dos hotéis, podemos começar a falar sobre os serviços dentro das unidades, que podem aumentar o lucro significativamente.

Uma das maneiras de aumentar a rentabilidade dos hotéis é simplesmente chamar mais clientes, aumentando a receita do estabelecimento. Podemos, por exemplo, criar campanhas segmentadas, e oferecer pacotes e serviços exclusivos.

As campanhas segmentadas consistem em serviços para um determinado público alvo. Uma área que atrai muitos empresários e negociadores pode disponibilizar auditórios para esses usuários. Nessa mesma linha de pensamento, se você pretende atrair pessoas que gostam de esportes, é indispensável possuir serviços de atividade física, e assim por diante.

Já os pacotes e serviços exclusivos são feitos para hospedes que pretendem pagar mais por atividades “premium”. Um bom exemplo seria o oferecimento de transporte e alimentação personalizada, ou ainda serviços de massagem e cabeleireiro.

Também podemos rentabilizar com eventos e ações dentro das unidades. Tanto em temporadas comuns, em que podemos oferecer jantares especiais e passeios diferentes, quanto em datas comemorativas. O Natal e o ano novo conferem uma boa oportunidade para promover atividades comemorativas como uma opção para o hóspede.

Por fim, devemos lembrar-nos da reputação dos estabelecimentos. Principalmente nos dias atuais, em que o uso da internet é enorme, não há maneira de fugir às más avaliações quando algo sai do controle. Por isso, criar estratégias para garantir mais credibilidade é essencial.

Quanto melhor for a imagem de sua rede, mais os clientes vão trocar informações, o que atrairá mais pessoas. Para isso, três dicas podem ser essenciais: a presença nas redes sociais, o acompanhamento de comentários em sua página, e o investimento em marketing de conteúdo.

O cliente que quer fazer uma busca na internet precisa encontrar o seu negócio em meio aos demais. Assim, é importante marcar presença tanto em plataformas como o Facebook, quanto no TripAdvisor ou Booking.com.

É essencial, também, marcar presença nessas redes. Por isso, um hotel deve acompanhar e responder às avaliações dos usuários, especialmente se forem comentários negativos. Se ocorrer algo ruim e a empresa der atenção ao caso, proporcionando uma resolução, o público ficará com uma impressão melhor do negócio.

Finalmente, a empresa precisa de uma reputação relacionada a especialistas do ramo. Por isso, investimentos em conteúdos informativos que auxiliem e interessem ao público, podem auxiliar em formação de um conceito mais positivo do hotel.

Os comentários estão desativados.